VOCÊ AINDA ME AMA?

 

 

 

A uns 10 anos atrás, eu tive câncer. Nesse ano eu tive a minha primeira paixão. O nome dele era Mateus, e mesmo tendo somente 6 anos, eu sabia que amava ele. Ele era tudo para mim.

Eu consegui sobreviver ao câncer, mas ele não teve essa sorte. Antes de morrer ele me deu um anel de prata, que eu sempre usei. No 10º aniversário da minha cura, eu estava me deitando para dormir e ouvi uma vozinha sussurrando na minha orelha. "Mesmo que você não possa me ver, eu estou sempre com você, e mesmo que você não sinta, eu estou sempre segurando a sua mão." Lágrimas começaram a correr pelo meu rosto quando eu percebi quem estava falando aquilo, então eu perguntei "Mesmo você não estando mais vivo, você ainda me ama?" A resposta dele foi um aperto gostoso na minha mão.

Na manhã seguinte, quando eu estava indo para a escola, eu achei o anel na minha mochila. Eu tinha perdido ele a um pouco mais de um ano. Naquele momento eu tive certeza de que ele ainda me amava.

 

Cassandra - São Paulo - S.P.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1