ACOMPANHANTE NOTURNO

"Os fenômenos sobrenaturais sempre estão à nossa volta, só falta o momento certo para se manifestarem!"

Primeiramente gostaria de dizer que até este acontecimento eu jamais tinha visto ou ouvidoi nada estranho.
Até costumo brincar dizendo que sou uma cega e surda espiritual. Já meu irmão viu um montão de coisas estranhas.

Pois bem. Meu marido, meu filho e eu fomos passar o carnaval em Cabo Frio com meus irmãos.

Uma bela noite, fiquei sozinha em casa. Corria tudo normal quando em certo momento tocou a campainha da casa.

A noite estava linda e a lua iluminava todo o caminho até o portão. Acontece que ao lado dele, havia uma árvore que deixava o local nas sombras. Quando estava a meio caminho de lá, meu irmão, que tinha tocado a campainha lembrou que estava com a chave e entrou. Veio ele andando na frente, minha irmã atrás, o marido dela depois e, por fim, uma figura que deu para perceber que era feminina e que tinha cabelos compridos, pela cintura.

Eu pensei que era a Ana Lúcia, uma amiga nossa, que tinha um lindo cabelo comprido. Meu irmão chegou até onde eu estava e voltei conversando com ele. Minha irmã e meu cunhado passaram por mim, mas não vi a Ana passar e me virei para cumprimentá-la. Quando me virei... não tinha ninguém lá.

Então eu perguntei ao meu irmão: Cadê a Ana? ao que ele respondeu que não sabia dela, que ela não estava com eles. Naquele momento eu me lembrei de uma coisa. A Ana havia cortado o cabelo pelos ombros, e aquela pessoa que havia entrado com meu irão pelo portão não poderia ser ela, e ao mesmo tempo havia desaparecido.

Quem seria a tal mulher que entou pelo portão junto deles então?
De onde veio, para onde foi e o que ela queria seguindo a todos?


Fiquei assustada com aquilo, sendo que esse fato até agora foi a primeira e única coisa estranha que vi em minha vida, e pretendo que continue assim.
Meu irmão até brincou comigo: Agora você já sabe como eu me sinto.

Obrigada por lerem o meu relato.

Enviado por "Anna"